Muitas são as etapas de um projeto de implantação de business intelligence que precedem a análise dos dados coletados. Quais são elas? Quais as ferramentas de BI utilizadas em cada etapa?

O ambiente de negócios está altamente competitivo! Para permanecerem relevantes em seus segmentos de atuação, executivos precisam encontrar uma maneira de entender e assumir o controle total das informações. Nesse momento, um projeto de implantação de Business Intelligence deve ser liderado nas suas empresas! Mas, quais são as etapas de business intelligence necessárias para obter o melhor resultado? 

Toda empresa busca por melhoria em índices de qualidade, redução dos gastos e custos gerais, além de uma tomada de decisão mais fácil em seus projetos, não é mesmo? Todos esses objetivos podem parecer desafiadores, mas são facilmente alcançáveis ​​aproveitando o poder do business intelligence.

Business Intelligence ou inteligência de negócios permite que você tenha um relatório abrangente que responda a todas as perguntas complicadas que você possa ter em relação às operações da sua empresa e gerenciar seus KPIs (indicadores de performance) com sucesso.

Neste post, você compreenderá quais são as etapas de business intelligence importantes na implementação de um projeto de sucesso.

O que é Business Intelligence? 

De acordo com o glossário de TI do Gartner , “Business Intelligence é um termo abrangente que inclui os aplicativos, infraestrutura, ferramentas e práticas recomendadas que permitem o acesso e a análise de informações para melhorar e otimizar as decisões e o desempenho”. Na prática, Business Intelligence (BI) é um sistema de informação que traduz dados em informações de fácil compreensão. 

Já postei alguns artigos destacando a importância do business intelligence para as organizações, dentre eles:

A inteligência de negócios faz uso das principais ferramentas de BI (dentre elas, Power BI, Tableau, Google Data Studio, MicroStrategy…), para transformar dados em insights que possam indicar ações relevantes tanto no contexto estratégico quanto no tático das empresas. 

Essas ferramentas de business intelligence são usadas para analisar os dados e apresentá-los como resumos, relatórios, gráficos, painéis, mapas, etc., para ajudar a fornecer informações detalhadas que podem ser usadas para tomar decisões cruciais para a empresa.  

As empresas que usam business intelligence buscam lucrar com os dados. No entanto, isso vai além da simples coleta de dados e inclui procedimentos antes da análise de dados.

Para fazer uso de inteligência de negócios, você precisa ter algumas noções básicas de armazenamento tratamento de dados, etapas importantes em business intelligence. 

Quais as etapas de um projeto de implantação de business intelligence?

As ferramentas de Business Intelligence (BI) têm ganhado cada vez mais importância em empresas de todos os tamanhos. Mas para ter sucesso em um projeto de implantação de business intelligence, é necessário seguir algumas etapas importantes na implementação.

1. Mobilização dos stakeholders:  Antes de mais nada, devemos identificar as partes interessadas em um projeto de business intelligence. A que áreas e profissionais se destinam? Essa(s) pessoa(s) tem algum conhecimento na área de inteligência de negócios? Qual a expectativa deles em relação ao nível de informações apresentada?

2. Levantamento dos objetivos: Antes de mapear os dados, é necessário listar todas as informações que o gestor/decisor pretende acompanhar. Para isso, fazemos rodadas de entrevistas com os usuários da solução sem nos preocupar se será viável ou não aquele nível de informações esperado.

Nas entrevistas serão levantados os principais anseios dos gestores, que deverão partir do questionamento: “Quais informações necessito para tomar decisões mais efetivas?”.

3. Mapeamento das fontes dos dados: depois de levantados os objetivos, agora sim é hora de olhar os dados que serão coletados (tendo em mente que as informações necessárias já foram levantadas). Se os dados existirem, é feito o mapeamento de como entrará na etapa de desenvolvimento da solução BI.

4. Escolha da ferramenta e solução de BI: nessa etapa, sua empresa deve levantar tudo que for necessário para o projeto. Isso inclui escolher entre desenvolver a solução internamente ou procurar uma consultoria de business intelligence ou profissional especializado.

No caso da segunda opção, importante lembrar que esse fornecedor será o braço direito da empresa durante todos os processos de implantação, ajudando para que o projeto alcance sucesso. Valem algumas dicas:  

  • Escolha uma empresa que seja mais que uma simples distribuidora de ferramenta de BI;
  • A fornecedora deve atuar como uma aliada interessada no sucesso do projeto, possuindo uma ampla visão de negócios;
  • A ferramenta ideal é aquela que esteja dentro da expectativa financeira da sua empresa e que tenha capacidade de gerar  um bom resultado — em termos de performance e confiabilidade.

5. Definição de como serão armazenados os dados: Definida a solução e ferramenta de BI, é hora de pensar em “como” e “onde” serão armazenados os dados e informações. Identificar a melhor solução em armazenamento (como IBM cloud, Amazon Web Services, entre outras) requer que você responda a perguntas como: “com qual periodicidade as informações serão consumidas (precisam ser real-time ou podem fechar sempre com os dados do dia anterior)?”, “a ferramenta de BI permite a integração com a(s) fonte(s) dos dados?”

O maior objetivo de um ambiente para storage é fazer o armazenamento inteligente de dados para que não haja um impacto direto na operação. Esse tipo de solução pode ser um Big Data, Data Lake, um banco de dados tradicional, ou até mesmo uma camada de dados proprietária do software escolhido, onde é possível governar e disponibilizar acesso correto para qualquer usuário da corporação.

6. Preparação e tratamento de dados: etapa muito importante em um projeto de business intelligence, ressaltada inclusive em estudo do instituto de pesquisas BARC (Business Application Research Center).

Muitas empresas acabam falhando em projetos de BI por ignorarem a a etapa de preparação dos dados. Nessa etapa é feito uso de técnicas capazes de garantir a integridade dos dados.

Exemplo: Imagine que para atribuir dados para um mesmo local de atuação, uma planilha referencia como “LATAM-02” em uma coluna “segmento” e outra “Latin America 2” em coluna semelhante. Para a devida junção, é escolhida uma das duas formas e aplicada a “normalização” em toda a base.

Técnicas como essa descrita acima otimizam a geração de relatórios e a análise de grandes volumes de dados, facilitando a tomada de decisão. Assim é possível ter uma visão completa, e não apenas fragmentada, da situação da empresa.

Lembre-se: muitos dos softwares ou ferramentas de business intelligence tendem a ser ineficientes em formatar e tratar os dados que serão usados nos dashbaords. Mais uma vez, destaco a importância de um profissional ou consultoria de business intelligence especializada.

7. Higienização e descarte dos dados: é importante ter em mente quais os os dados que precisam ser armazenados e quais podem ser descartados depois de algum tempo. Nessa etapa, são definidos parâmetros para unificar as informações que estão em diferentes bases, garantindo que não haverá duplicidade de registros nem informações divergentes.

Todos os dados terão as mesmas máscaras, formatações e de preferência, quando possível, a mesma granularidade. As informações certas devem estar prontas para serem disponibilizadas, sempre que necessário.

8. Modelagem de dados: etapa onde é realizada a toda a filtragem das informações que já sofreram preparação, tratamento higienização, separando as úteis para o ambiente de negócios.

modelagem conduz as informações a uma etapa que relaciona os dados com o que chamamos de dimensões. Uma mesma série de dados histórica quando somados por locais, são diferentes de quando aplicados à segmentos de atuação, por exemplo.

9. Visualização do dashboard com indicadores: muitos vêem essa última parte de um projeto de Business Intelligence como a única mas, como vimos, até chegar aqui, tivemos um grande trabalho, não é mesmo? Essa etapa simplesmente conecta o software  ao repositório de dados.

No entanto, essa não é uma parte do projeto que deve ser desmerecida, de forma alguma. É aqui que são disponibilizadas as visualizações inteligentes e dinâmicas, possibilitando a geração de relatórios.

10. Disponibilização aos usuários: Enfim, disponibilizamos o uso da solução para os usuários (gestores e/ou analistas). Mas não é somente “disponibilizar” a ferramenta e “fim de papo”. É mais do que isso! Significa fazer um grande trabalho de capacitação e envolvimento dos usuários, conscientização do uso correto da informação e definição dos níveis de permissão de cada participante, pois nem todos poderão ter acesso irrestrito às informações do BI.

Conclusão sobre as etapas de business intelligence

Como vimos, muitas são as etapas de um projeto de business intelligence ponta a ponta. Essas etapas envolvem não somente a área de inteligência de negócios mas, muitas outras (operação, mídia, logística…) dependendo do objetivo ao qual se destina.

Seguir todos os passos acima garantirá que seja oferecida uma solução que traga conclusões às análises e, com isso, a tomada de decisão possa ser facilmente.

Se você precisa do apoio de uma consultoria em business intelligence, conte comigo! Posso te ajudar em cada uma dessas etapas.

Referências:

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos